A minha pequena



Click to this video!
Autor

O dia começou, os raios fracos que passavam pela janela bateram em meus olhos e quando os abir vi a minha pequena, seus cabelos soltos, sua respiração leve, seu rosto sereno, olho e não acredito que estou com uma garota de 11 anos na minha cama.

Ola me chamo Rafael,tenho 28 anos, moro numa cidade pequena (50 mil habitante ) do nordeste brasileiro, sou bronzeado pois saiu mais de bicicleta e a pé, tenho altura mediana, um pouco acima do peso, trabalho na area da educação e recentemente fiquei orfão. Meus pais morreram num acidente de carro e como filho unico, fiquei sozinho nesse mundo.

Uma semana após o velório, peguei o carro e comecei a pecorrer a cidade, precisava relaxar sobre os fatos ocorridos, de repente me deparo proximo ao ultimo posto da cidade, paro para abastecer e enquanto fazia isso vejo umas crianças fazendo ponto, algo conhecido naquela região, eram meninos e meninas na faixa dos 8-12, porem uma delas me chamou a atenção, um raio me acertou ao ver aquela menina,que aparentava ter 11 anos,cabelos um pouco abaixo do ombro, seu sorriso de longe me acertou, as mulheres mais novas sempre foram as minhas preferidas, tive varios namoros porem não conseguia sentir por ela o que sinto por novinhas. olhei em volta, so tinha 1 frentista para esse turno da noite, paguei a gasolina, comprei um refri de 1l e lanches, entrei no carro e fui até ela
-oi
-ola- disse ela
-voce é muito linda, qual o seu nome ?
– cássia
– então cássia te achei muito linda, quer fazer um lanche lá em casa?
-quero simm
Ela entrou no carro e seguimos até a minha casa, no caminho dei um pacotinho de batatinhas e começou a comer
e- o que voce fazia naquele lugar a essa hora?
c- a tio, estava ganhando dinheiro
e- como ??
c- ah tio voce sabe, se voce me chamou rrs
e- sim eu sei, mas seus pais não ligam ??
c- ah tio, só tenho minha mãe e meu irmão, tenho que ajudar em casa, e tbm não faço isso todo dia
e- ha quanto tempo vc começou ?
c- só 6 meses tio
e-voce faz tudo ?
c- humhum
e- por quanto?
c- ha tio depende de quanto voce vai me fuder, exemplo, se fosse um boquete apenas sairia por 15 reais.
e- e se eu quiser passar a noite contigo ??
c- 200
e- então voce vai ter 200 pela manhã- achei caro, mas no entanto teria aquele corpinho para mim naquela noite.
c- combinado, vou avisar a minha mãe que vou demorar.
Ao entrar com o carro na garagem, levo ela pra sala, ligo meu ps3 apenas para colocar uma musica, depois pego ela pela cintura e começo a dançar com ela uma musica romantica, olho o corpo dela colado no meu, ainda não descrevi como ela estava, usava uma micro saia azul e uma regatinha branca, por baixo da regata se notava um top cobrindo os seios, esses que ainda eram pequenos, a minha mão em sua cintura, foi descendo e cheguei naquela bundinha, não era nada grande, porem era perfeita pro tamanho dela. o rosto dela no meu peito, a musica tocando, sinto o cheiro de seu pescoço, nosos rostos se aproximam e nos beijamos, aqueles labios que no momento eram finos e macios.

Ali mesmo comecamos a despir ela, jogando sua regata e saia não sei onde, ela tirou minha camisa e depois a minha bermuda. logo ela tirou meu pau da cueca que fazia volume deixando o livre,, meu pau é mediano, mede cerca de 14 centimetros e começar a acaricia lo com suas maozinhas macias, enquanto eu acariciava seu rosto… nesse momento ela começou a me chupar, a descrição daquela boquinha em meu pau é indiscritivel, eu queria segura o gozo, porem pensei temos a noite toda..
e- vou gozar, pare para eu gozar fora
c- relaxe tio, o senhor pode gozar na minha boca
e continoiu a me chupar ate eu encher aquela boca de leitinha…

CONTINUA

esse é o meu primeiro conto, deixem comentários para que eu possa melhorar a continuação…