Filhinha crescendo



Click to this video!

Meu nome e Juca, fiquei viúvo com 34 anos com uma menina de 3 anos. Mariana era uma menina muda surda q apesar de sua deficiência era muito esperta. Trab de dia e deixava ela c a babá. Chegava em casa p volta das 17 e assumia os cuidados c a menina. Mariana estava sempre de calcinha em casa. Entendia muito bem o q ela falava c sinais. Chegando em casa um dia muito quente, Mari estava em casa, tomando banho na borracha peladinha. A baba explicou q ela havia pedido p causa do calor e daí eu concordei e ela se despediu. Mari estava feliz, sentada no chão da varanda c as pernas abertas e a borracha apontada para a xerequinha, jorrando água. Fiquei de pau duro vendo a cena. Aquela bucetinha pqna e gordinha, sem nenhum pelinho. Fiquei no canto segurando o pau e alisando bem devagar. Mari levantou e veio falar algo c seus gestos dizendo q tava c frio. Peguei ela levei p o quarto, deitei na cama e fiquei secando seu corpinho devagar, sempre dando uma dedada na xereca. Meu pau almejava e babava de tanto tesão. Coloquei sua calcinha e fui dar janta p ela. Depois da janta sentamos no sofá e ela adormeceu. Eu estava muito doido de tesão e resolvi brincar c ela. Comecei acariciar seu peitinho reto, apertar e dei uma mamadinha. Sentia muito tesão… abaixe sua calcinha e lambi sua bucetinha fechadinha. Toquei a melhor punheta. O tempo passou e Mari c 8anos já se acostumou c meus carinhos. Fds passado percebi q seus peitinhos ja tem carocinhos pontudos muito durinhos. Chamei Mari p assistir TV, pedi p tirar a blusinha. Botei o desenho q ela gosta e fiquei mamando seus peitinhos. Ela se queixou q doía, mas n parei… Queria gozar assim. Tirei o pau p fora e punhetei mamando aquelas uvinhas até gozar. Suguei, lambi mamei. O cuzinho dela é Meu próximo objetivo. Quero de dar bem gostoso. Aguardem…