Meu tio tirou o cabaço do meu cu



Click to this video!

Ola vou compartilhar com vocês uma historia que aconteceu comigo, na época eu tinha uns 14 anos, mais ou menos, minha mãe era separada do meu pai, então fui morar com uma tia, irmã da minha mãe, eu era um garoto levado, bonitinho, uma bundinha carnuda e adorava usar shortinhos bem justos onde mostrava bem a minha bunda, em casa meu tio vivia brincando comigo, me puxava para sentar no seu colo, e comecei sentir a rola dele dura, isto acontecia longe dos olhos da minha tia, eu comecei a gostar, e toda vez que ele mandava eu sentar eu sentava.

Ele trabalhava de motorista na Prefeitura da Cidade, só que tinha semana que ele ficava de porteiro eu levava marmita para ele na garagem, lá ele se esfrega em mim, eu sentia a rola dura na minha bunda, eu estava ate ficando de pinto duro, pois me dava tesão.

Passaram uns dias ele foi colocado para trabalhar na portaria a noite, fazia escala de 12 por 36, entrava as 18 horas e largava as 06 da manha, então eu levava a janta dele mais ou menos as 20 horas, no primeiro dia que eu levai a janta já tinha terminado o expediente ele começou a se esfregar em mim, como na portaria tinha um sofá cama onde eles dão umas cochiladas, me colocou ali deitado e começou a brincar comigo, eu deixando, ele então tirou meu shortinho fiquei pelado, ele tirou a rola para fora nossa a rola dele não era grande mais grossa, e ficou brincando pincelando o meu cuzinho, ai passou vaselina e começou a tentar por aquilo dentro de mim, nossa as primeiras estocadas doeu muito eu não aguentava deixar dentro, ate que acabou entrando tudo ate o saco, nossa que delicia, eu adorei, acabei gozando sem nem tocar no meu pinto, ai todas as noite ele comia minha bunda, ele dizia que minha bunda era mais gostosa do que a da minha tia, eu então ficava content e,, nisso fomos relaxando com a segurança, ate que um dia sem percebermos entra um amigo dele e pega ele metendo na minha bunda.

Eu fui embora, em casa a gente não se falava muito, já com medo de dar alguma mancada, no próximo serviço eu fui levar a janta, ele começou a brincar comigo, me deixou peladinho de novo, e começou a me foder, e com a rola dentro ele me disse olha você vai ter que dar para o Amauri, o nome do colega dele, ele nos viu e se você não der ele vai falar para a chefia eu posso ser mandado embora, e perguntou você da, eu respondi se for para não te prejudicar eu dou, nisso me entra o Amauri, um negrão feio, mais velho, já pelado, com uma rola imensa, na grossura era mais ou menos igual mais no tamanho, nossa era o dobro, eu ali deitado, meu tio saiu de sima de mim para o Amauri me foder, eu escutei o meu tio falar não vai machucar o garoto, se não a gente não come mais, nossa aquilo começou entrar em mim, depois da metade parecia que engrossava mais começou a doer um pouco, eu gemia, pedia devagar, e o filho da puta me chamando de viadinho, dizia calma viadinho q uero colocar ela todinha lá dentro, nossa começou a doer um poruco e ele não queria nem saber quando dei fé ele já estava com o saco na minha bunda, deitado sobre o meu corpo começou a fazer o vai e vem, bombando forte, socava mesmo, eu relaxei nossa que delicia, ele gozou bem no fundo do meu cu, senti aquilo quente jorrando lá dentro, coisa de louco ai passamos a foder nos três muito gostoso.